MENU

Alta Floresta - MT

Segunda-Feira, 21 de Agosto de 2017

746 segurados têm benefícios do INSS cancelados em Mato Grosso

A economia estimada com os cancelamentos no estado é de cerca de R$ 12 milhões

Reprodução/Ilustrativa

G1/MT

Postada em 09 de Agosto de 2017 às 08h24min

Em Mato Grosso, 746 segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tiveram os benefícios de auxílio-doença cancelados, segundo levantamento da instituição. Os motivos vão desde não comparecimento na perícia médica e aval positivo para retorno ao trabalho. A economia estimada com os cancelamentos no estado é de cerca de R$ 12 milhões.

Previsto em lei, o auxílio-doença estabelece o repasse de dinheiro ao segurado do INSS que, por uma doença ou acidente, fica temporariamente incapaz de trabalhar. Para receber os recursos, a pessoa precisa apresentar laudo médico e passar por revisão.

Ao todo, foram realizadas em Mato Grosso 643 perícias, das quase 4 mil cartas enviadas convocando os beneficiários para o chamado “pente-fino”.

O pente-fino do governo federal focou naqueles beneficiários que há mais de dois anos não passavam por revisão no INSS, o que é obrigatório.

Dos 746 auxílios-doença cancelados:

  • 505 foram cortados após perícia
  • 202 foram cancelados em razão do não agendamento ou não comparecimento do beneficiário ao exame
  • 39 cancelados com data futura

De acordo com o INSS, os segurados que tiveram o benefício cortado após a perícia foram considerados aptos para voltar ao trabalho. Já aqueles que terão o benefício cancelado com datat futura devem ser aptos para as atividades laborais em até 90 dias.

Um novo edital convocando os segurados para as perícias foi divulgado. Os beneficiários convocados receberão uma carta com a convocatória. Após o recebimento, é necessário entrar em contato com o órgão pelo 135 e agendar a perícia.

A orientação do INSS é para que os beneficários atualizem o endereço para não perder a convocação e compareçam na perícia com laudos médicos atualizados.


SOLO Plus