MENU

Alta Floresta - MT

Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017

Profissionais da educação participam de curso sobre uso de materiais adaptáveis para educação especial

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Educação de Alta Floresta em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc)

Divulgação/Assessoria

Assessoria de Comunicação/Prefeitura Municipal

Postada em 04 de Agosto de 2017 às 08h29min

Cerca de 70 profissionais se inscreveram para participar do curso de materiais adaptáveis para pessoas com deficiência. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Educação de Alta Floresta em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), através do Centro de Apoio e Suporte à Inclusão da Educação Especial –CASIES. As atividades acontecem no CEFAPRO e serão concluídas nesta sexta-feira, 04. O objetivo é oportunizar os professores das Salas de Recursos Multifuncionais, Professores Alfabetizadores a construírem materiais que possam ser utilizados como suporte pedagógico aos alunos com deficiências durante seu processo de escolarização.

A professora do núcleo de produção de materiais adaptados do CASIES - Centro de Apoio e Suporte a Inclusão da Educação Especial - Andréia Martins, destacou que os participantes do curso receberiam ao longo dos três dias de atividades (iniciadas na quarta-feira pela manhã) noções práticas sobre adaptação de materiais usados no cotidiano das pessoas e que atendem alunos das diversas especialidades. “A proposta é mostrar como fazer a adaptação do material conforme a deficiência do aluno”, explicou Andreia. Parte do material produzido no CASIES está exposto no local onde acontece o curso.

Muitos materiais são preparados no CASIES atendendo a demanda no Estado. Há diversos casos de materiais didáticos que ganham versão em braile, para atender pessoas com dificuldades visuais. Cleomar Balieiro Baptista, também pedagoga no Centro de Apoio e Suporte a Inclusão da Educação Especial, explica que há atendimentos em diversas especialidades. “A nossa preocupação é atender todos os pedidos, todos que procuram passam por uma avaliação pra que possam ser incluído de alguma maneira”, disse, acrescentando que é um desafio diário para os profissionais que lidam com a adaptação dos materiais.

Além dos profissionais que atuam na rede municipal altaflorestense, se inscreveram representantes dos municípios de Novo Monte Verde, Nova Bandeirantes, Apiacás, Paranaíta, Carlinda, Nova Canaã, profissionais da rede pública estadual, APAE e CEEDA.